Portanto, a regra de ouro é: se o condomínio for culpado, não basta assumir a responsabilidade, tem que ficar caracterizada a culpa, quer por falha humana ou pane nos equipamentos.

Portanto, a regra de ouro é: se o condomínio for culpado, não basta assumir a responsabilidade, tem que ficar caracterizada a culpa, quer por falha humana ou pane nos equipamentos.